Muito além do ABC

O que seu filho aprende na escola? Com certeza, muito mais do que simplesmente ler e escrever

28 de agosto de 2017 - Por: Redação


muito além do abc

Está tudo lá nos Parâmetros Curriculares Nacionais do MEC: Língua Portuguesa, Matemática, Arte, História e Geografia… Esse é o currículo que a escola do seu filho deve seguir. Mas será que o aprendizado dele limita-se ao conteúdo formal? Pode estar certo que não! Do berçário ao Ensino Médio, as habilidades que ele adquire na escola vão muito além. Na convivência com colegas, professores e demais funcionários, durante todo o ano letivo, muito do caráter e da personalidade da criança toma forma, por meio desses pequenos – ou nem tão pequenos assim – aprendizados cotidianos. Vamos a alguns deles?

 

QUEM ESPERA SEMPRE ALCANÇA

Em casa, basta o bebê apontar ou dar uma resmungada para ter seu pedido atendido. Já na escola, ele vai aprender a esperar a sua vez de ir ao parquinho ou o colega tomar a mamadeira para poder sentar no colo da professora. E durante toda sua vida escolar a criança vai aprender a ser paciente: seja na fila da cantina, quando tiver que levantar a mão e esperar sua vez de falar ou quando terminar a prova e ainda não puder sair da sala.

 

VIVA AS DIFERENÇAS

Uns aprendem mais rápido, uns são bons em matemática, uns gostam de brincadeiras mais intelectuais, uns são bons em esportes. E sempre tem aqueles que são o oposto de tudo isso. Sem falar nas diferenças de religião, cor, classe social, costumes. Conviver com o diferente na escola – e aprender com isso – é um dos grandes aprendizados que seu filho pode ter.

 

SEM MEDO DE DESAFIOS

Seja para experimentar um alimento diferente, arriscar-se em um circuito motor ou aprender um segundo idioma, encarar novas atividades é muito mais fácil e prazeroso quando se está ao lado dos amigos e com o apoio dos professores.

 

O QUE IMPORTA É COMPETIR

O conceito de compartilhar é amplamente trabalhado na escola – desde o berçário, quando os pequenos aprendem a dividir os brinquedos com os amigos. Mais tarde, nas brincadeiras e esportes coletivos, as crianças veem na prática a importância de colaborar com o outro, de que cada um desempenha seu papel e compartilha com a equipe para, então, alcançarem juntos um objetivo – que não necessariamente é a vitória.

 

NO LUGAR DO OUTRO

O que você faz se um amigo está sozinho no recreio? E se um colega cai e se machuca? E quando ele esquece de trazer o lanche? A partir de indagações como estas, frequentemente feitas pelos professores, as crianças aprendem a pensar no outro e a serem conscientes.

Related Post



Viverno digital

Loading...