Hora da família! Almoçar junto é essencial

O dia a dia está corrido? Que tal almoçar na escola e passar mais tempo com seus filhos?

11 de maio de 2017 - Por: Redação


A família Machado almoça no Santa Maria para garantir bons momentos juntos durante a semana (Foto: Patrícia Amancio)

A família Machado almoça no Santa Maria para garantir bons momentos juntos durante a semana (Foto: Patrícia Amancio)

Aquele velho hábito de reunir toda a família em torno da mesa para passar bons momentos juntos parece cada vez mais complicado, não é? Os compromissos do dia a dia dos pais e a agenda lotada dos filhos dificultam o encontro que é muito importante para a estrutura familiar.

 

LAÇOS DE FAMÍLIA

Pode até parecer antiquado, mas as refeições são uma forma de interação fundamental para reforçar laços afetivos. “Almoçar juntos faz com que a família se sinta segura. É o momento em que os pais participam mais ativamente da vida dos filhos, entendendo o papel da escola na formação e educação dos pequenos. Já as crianças en­tendem nesse ato a preocupação dos pais e sentem-se mais tranquilas”, afirma a coordenadora do Período Ampliado do Santa Maria, Josiane Miara Barbosa

 

Para resgatar a importância do almoço como uma forma de interagir com os filhos e seus colegas, o Marista oferece a possibilidade desse convívio em suas cantinas. A ideia caiu no gosto dos pais!

 

SEMPRE JUNTOS

Andrelize Farago Machado é mãe de Hamile e Halani e diz que reunir a família para o almoço é regra em sua casa. “Sempre valorizei isso com minhas filhas e agora que elas estão crescendo não tem por que ser diferen­te”, conta. Com atividades que exigem que as pequenas fiquem em horários estendidos, a opção por comer na escola caiu como uma luva. “Às vezes eu não consigo ir, mas meu marido, ou mesmo as avós, ten­tam marcar presença. Acredito que conseguimos passar o valor de família ao estar com elas no colégio.”

 

Para o pai das meninas, Giancarlo Machado, o convívio com as filhas não tem preço. “É o momento que consigo participar ainda mais da vida delas, conversar e dialogar, pois sei que esse contato é fundamental para o desen­volvimento delas.”

 



Viverno digital

Loading...