Dia do vestibular? Os pais também podem ajudar!

Veja algumas recomendações para os pais fazerem bonito nesse dia tão importante

20 de outubro de 2016 - Por: Redação


outubro_vestibular

 

Apesar dos estudantes serem os que mais tenham que se esforçar durante o ano de vestibular, os pais também têm um importante papel nesse processo. E isso se aplica inclusive para o “grande dia”. Enquanto professores recomendam que os alunos descansem na véspera, afinal, não há muito que ser feito em relação aos estudos, neste momento os familiares devem ser compreensivos e demonstrar apoio. “É comum o estudante acreditar que sua aprovação com a família está vinculada ao resultado do vestibular. Pode parecer paradoxal, mas, nesse caso de intensa competitividade, demonstrar ao aluno que se ele não conseguir o objetivo, terá com quem contar no futuro, o ajudará a ampliar as chances de sucesso”, afirma Sandro Coelho, coordenador psicopedagógico do Colégio Marista Santa Maria.

 

A especialista em orientação profissional Selena Maria Garcia Greca reconhece que existe um alto nível de ansiedade nos dias anteriores às provas. A dica da psicóloga para os pais é incentivar os alunos a fazerem exercícios físicos nesses momentos. “Seja o esporte que eles gostam, ou, se praticam academia, dança, natação, caminhar no parque… Deixar a ‘mente respirar’ e desligar-se um pouco dos conteúdos pode trazer tranquilidade para a prova”, sugere.

 

E no dia da prova? O essencial é a organização. “Planejar a rotina do dia é o principal, desde o acordar, um bom café da manhã e almoço leve. Não esquecer do material para resolução da prova, bem como do documento oficial com foto. Levar água e lanche também é interessante, pois as provas de vestibulares são sempre longas e cansativas” alerta Marco Boin, coordenador psicopedagógico do Colégio Marista Paranaense.

 

 

Confira o que os pais podem fazer para ajudar no dia do vestibular

 

– Não faça cobranças em relação a estudos e escolha do curso:

Nos dias que antecedem as provas não será mais o momento para fazer esse tipo de cobrança. Isto pode gerar muita ansiedade e insegurança. Converse sobre coisas mais amenas, façam uma caminhada, conheçam um lugar novo na cidade e, acima de tudo, procure manter a sua tranquilidade para deixá-lo calmo e seguro para a prova.

 

– Se for possível, assuma o “leva e traz” para as provas:

Os familiares podem fazer antes o trajeto (seja de carro, ônibus, táxi, ou mesmo a pé) para que, no dia, possíveis imprevistos não gerem incerteza e insegurança. Isso é um peso a menos para o candidato, que não precisaria gastar sua energia com a questão, ficando concentrado no que importa no momento, que é a prova.

 

– Cuidado com a alimentação:

Se você é o responsável pela refeição do jovem, procure não fazer nada muito fora da rotina. O vestibulando deve estar bem alimentado, porém prefira produtos leves, sem muita gordura, para evitar qualquer desconforto.

 

– Faça uma check-list:

Os estudantes já estão cansados de saber o que precisam levar para a prova, mas mesmo assim uma ajudinha na hora de lembrar nunca é demais. O fundamental é levar caneta preta com tubo transparente e documento com foto. Comidinhas e uma garrafa de água também são grandes aliados durante o tempo de prova.

 

– Converse sobre a prova apenas se ele se sentir à vontade:

Cada pessoa tem a sua maneira de encarar esses momentos. Uns preferem conversar, e se o familiar ficar indiferente poderá ser bastante negativo para a autoestima do jovem. Já outros, não gostam de comentar nada. Neste caso, segure a ansiedade e respeite o tempo dele, pois quando sentir a necessidade, ele certamente falará sobre como foi o seu desempenho na prova.

 



Viverno digital

Loading...