Como incentivar as crianças a praticar esportes

Com tantas tecnologias disponíveis é difícil fazer as crianças se exercitarem

22 de maio de 2016 - Por: Redação


Nos finais de semana a diversão de Sofia é a passear de bike com o pai Daniel (Foto: Milena Stahsefski)

Nos fins de semana a diversão de Sofia é a passear de bike com o pai Daniel (Foto: Milena Stahsefski)

Desde cedo as crianças aprendem, seja na escola, seja em casa, que é importante praticar esportes. Os benefícios são muitos e vão desde o desenvolvimento da noção corporal até a autoconfiança. No entanto, com tantas tecnologias e gadgets disponíveis atualmente é muito raro ver as crianças se exercitando fora da escola.

O que acontece é que muitas vezes o esporte acaba virando uma obrigação, como a aula de judô ou de natação toda semana. O exemplo do pai que matricula o filho em uma atividade por recomendação do médico é clássico. A criança acaba cansando dessa rotina e quando tem um tempo livre para brincar prefere ficar no celular ou no tablet. Aí vem a questão: Como incentivar o interesse dos filhos pela prática esportiva sem tornar isso um dever?

Uma boa solução para esse desafio é apresentar o lado prazeroso dos esportes, para que o gosto pelas atividades físicas se desenvolva naturalmente nas crianças. Para Daniel Marques Stahsefski, transmitir esse valor para a filha Sofia, aluna do Colégio Santa Maria, foi algo muito natural. “É importante criar esse estilo de vida. Desde que ela nasceu pensei que ela tinha que ter isso presente em sua vida”, lembra.

Sofia aprendeu a andar de bicicleta sem rodinhas antes de quatro anos de idade e sempre participou dos passeios de bike em família. Hoje, praticar atividades físicas é algo espontâneo para ela, que costuma chamar os amigos em casa para “brincar de esporte”, como conta Daniel. “No fundo de casa temos balanço, escorregador, slackline. Até circuito de crossfit já fiz para ela brincar com os colegas.”



Viverno digital

Loading...