Como acalmar e dar mais qualidade de vida às crianças

Entenda porque algumas crianças são mais agitadas e saiba como tranquilizá-las

8 de setembro de 2016 - Por: Redação


Setembro_Crianças calmas

 

O ritmo de vida mais agitado e os estímulos tecnológicos aos quais as crianças estão sujeitas diariamente muitas vezes as tornam mais ativas, o que para muitos pais é entendido como agitação. “Com frequência, nos deparamos com crianças com as quais nós, adultos, ‘cansamos só de olhar’, tamanha quantidade de movimentação que apresentam. A verdade é que muitas vezes a agitação deles é o reflexo do que estão vivendo no seu dia a dia”, explica Sibele Dal’Col Guimarães, Coordenadora da Educação Infantil do Colégio Marista Paranaense.

 

Além disso, a especialista afirma que conforme os baixinhos vão crescendo, fica mais fácil para eles entenderem as regras do meio em que vivem e aprenderem a controlar seus movimentos. “As crianças menores têm maior necessidade de movimentar-se, pois utilizam o corpo como forma de comunicação. Essa é uma das maneiras de se desenvolver e conhecer o mundo que a cerca”. Ou seja, é só uma questão de tempo e um pouquinho mais de paciência dos pais.

 

É importante lembrar que os pequenos também têm suas características individuais, suas preferências e temperamentos. “Quanto melhor os pais conhecerem seus filhos e respeitarem as suas singularidades, mais seguros, confiantes e acolhidos eles se sentirão e isso reflete nas suas atitudes, tornando-as mais calmas”, destaca Sibele.

 

Confira algumas dicas práticas para ajudar a tranquilizar as crianças:

– Manter um ambiente organizado e tranquilo, músicas calmas, sem estímulos visuais em excesso.

– Ter regras claras, combinadas anteriormente com as crianças. Explique à elas o que você espera em cada situação.

– Estabelecer uma rotina diária. A estabilidade na organização das tarefas cotidianas traz segurança aos pequenos.

– Compartilhe com elas as situações do cotidiano, valorize suas pequenas conquistas, converse com elas atentamente e demonstre seu interesse.

– Reduza o tempo que ela passa em frente ao computador, televisão, vídeo game ou outros eletrônicos que apresentam excesso de estímulos visuais e sonoros que podem agitar a criança.

– Proponha a realização de brincadeiras tranquilas. Passeio ao ar livre, caminhada, montar um quebra-cabeça, um jogo de encaixe ou de cartas, ler um livro, podem ser boas opções de diversão.

– Promova a prática de esportes. O esporte é um excelente estímulo à convivência saudável, ao respeito às regras, a aceitar ganhar e perder e esperar a sua vez.

– Ao se deparar com um comportamento mais agitado, converse com a criança, acolha, dê um tempo para que ela se tranquilize novamente. Permaneça tranquilo, mantenha seu tom de voz calmo e demonstre seu afeto por meio do carinho e do contato físico. Mantenha-se firme e diga como espera que ela se comporte naquele ambiente.

 



Viverno digital

Loading...